Páginas

sábado, 19 de junho de 2010

Blizzard - Capítulo Especial

*Uma curiosidade sobre minhas fincs é que eu sempre faço um capítulo especial para elas e como a 1ª temporada de Blizzard terminou, agora é a hora de um Capítulo Especial.

Capítulo Especial - Caminho para o Japão

  Olá. Meu nome é Anelisse, tenho 16 anos, sou americana, moro em Nova York, ontem eu recebi uma maravilhosa notícia: Minha transferência de intercâmbio para o Japão foi aceita! Eu nem acredito nisso! Hoje é meu último dia aqui nos Estados Unidos. Eu já consegui alugar um quarto no dormitório de meninas da minha escola, então está tudo traquilo.
  Eu estou morrendo de felicidade! Eu nem acredito nisso! Ai Meu DEUS!
  - Anelisse, minha fília - disse minha mãe - Se controle, se chegar assim lá, vão pensar que você é completamente doida!
  - OK, OK, OK...
  Só a minha mãe mesmo para poder cortar meu batarato, Epa. Epa. Epa. EPA. Onde está a minha carta que eu tenho que entregar para o diretor da escola? Ai MEU DEUS³! Onde está? Onde está? Na gaveta? Não. No armário? Não. Na minha mochila? Não. Onde foi que aquela carta se meteu? Eu tenho que entregar ela hoje! Acho que vou perguntar para Jamie, meu irmão mais novo.
  - Jamie! Jamie! Cadê voc... - eu não acredito no que eu vi. Meu irmão estava com a minha carta em uma mão e a tesoura na outra - JAMIE! NÃO OUSE FAZER ISSO!
  - Então fique! - disse Jamie em tom de desafio - Não há a mínima necessidade de você ir.
  - Claro que há! - eu gritei para ele - É uma oportunidade que só acontece uma vez na vida!
  - Mas eu não quero que você vá embora - disse Jamie quase chorando.
  - Mas eu não vou embora - eu disse tentando confortá-lo - Só vou fazer uma viagem que nem aque o papai está fazendo.
  Eu não acredito que eu disse aquilo para confortá-lo... O papai tá viajando, aquele selfish motherf*cker, traindo minha mãe com aquelas, aquelas... Garotas de programas que 50 centavos! Aaaai Pai! Eu quero dar um soco em você...
  - Mas até hoje o papai não voltou - disse ele.
  - Mas eu vou voltar - eu disse para ele - Não vou ser que nem o motherfu... - ooops... - Quero dizer, o papai tá viajando a negócios, mas por favor... Devolva a minha carta.
  Jamie devolveu a carta sem reclamar, rapidamente eu a coloquei na mochila e parti para a escola para entregá-la para o diretor.
  
  Quando o dia estava quase acabando eu chamei minha melhor amiga Meg para conversar e passar o dia junto comigo.
  - Então quer dizer... - disse Meg olhando para o pôr-do-sol - Que este vai ser o último pôr-do-sol que veremos juntas?
  - Besteira Meggie-chan! - eu disse sorrindo para ela - Eu vou voltar!
  - Espero que sim. Anelisse?
  - O que foi?
  - Nunca se esqueça de mim.
  Nunca se esqueça de mim... Essas palavras ficarão comigo a partir de hoje.
  
  Já estou no avião, também estou vestida com o uniforme da escola, pois quando eu chegar lá, só terei tempo de deixar as minhas malas no meu quarto e correr para a escola, eu não estou me desanimando, estou feliz, uma nova janela cheia de oportunidades se abrirá para mim no Japão, e eu tenho 100% de certeza que tudo ocorrerá super bem!

  Já cheguei em Tóquio, já deixei minhas malas no meu quarto e brrrrr.... Que frio. Daqui a alguns dias vai começar a nevar em Tóquio, mas que coisa, só espero que isso não me atrapalhe. Prossigo meu caminho para escola até chegar no portão, onde uma garota com cabelo em tons azulados resolve falar comigo.
  - Hello, and welcome to our School, I'm Kyou and you should be Anelisse, right?
  - That's right, I'm Anelisse, you can speak your normal language, I can understand you. - respondi para ela.
  Kyou... Se me lembro bem, Kyou significa núvem em japonês, ou alguma coisa relacionada com isso.
  - Sério? - disse ela impressionada.
  - Mesmo. Então, realizei meu sonho. Estou em Tóquio.
  - Que bom! Espero que você seja feliz aqui!
  - Sim.
  Eu não sei, mas eu pressinto que uma bela amizade pode surgir entre mim e Kyou, espero que isso aconteça breve, pois eu estou enfrentando os novos desafios de um mundo totalmente novo para mim, um mundo que apesar de estar inverno, ainda não perde sua magia. Um mundo que eu chamo de... Blizzard.

Nenhum comentário:

Postar um comentário