Páginas

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Blizzard³ - Capítulo 11


Blizzard³

11. Simetria Perfeita
Yura
  Estávamos pulando de alegria, a euforia era tanta que não nos importávamos se o palco iria aguentar ou não. Tinhamos ganhado o show de talentos. Isso foi incrível. Tomava cuidado ao pular. Minha saia tinha o costume de levantar contra a vontade do vento e o que tem debaixo dela, não seria nem um pouco agradável mostrar. Não é uma calcinha roupa de baixo constrangedora, sabe aquelas que passam mensagens do tipo: Diga não á Comida ou Lacrada? Mas esse não é o meu caso. É que como estudamos em uma escola do Ensino Médio, os hormônios adolescente fervem - especialmente os masculinos na minha opinião - o pessoal não pode ver uma calcinha que já começa fantasiar cenas obscenas. Não vejo nada errado nisso, mas é que eu penso que as pessoas podem achar que eu sou promíscua ou coisa assim. 
  Meus pulos saíram meio desajeitados, a razão vocês sabem por quê. Em um breve momento eu olhei para Anelisse. Fiquei até feliz, ela não sabia se pulava ou beijava o Shima pela segunda vez e ele reagia da mesma forma. Eles fazem um casal bonito. Tudo neles combinam, até mesmo o cabelo. Anelisse tem longos cabelos loiros e Shima também tem - são descoloridos - mas mesmo assim são loiros e repicados.
  Vou dar um aviso a vocês: Me prendo muito á detalhes e diria que o que eu estou mais prendendo talvez seja o fato do amor humano ser uma das coisas mais belas da natureza - O papo da roupa de baixo constrangedora era só para encher linguiça, tocando no assunto, Anelisse não está nem aí, parece que ela está dizendo: Que apareça ou não, o problema é meu, eu expresso minha felicidade do meu jeito. Essa é uma das coisas que eu mais admiro nela, sua determinação.
  Por que amamos alguém? Especialistas dizem que é natural dois sexos opostos gostarem entre si, mas para procriação. Parece que o caso humano não se aplica nessa regra, sim, nós procriamos. Mas temos muita coisa para resolver e tratar... É impressionante. Construímos um relacionamento desde o começo, que começa com um simple Oi e um sorriso e termina - não termina, mas é como se fosse para expressar um ponto final - com os dois, uma sentindo dores de parto e o outro dando o maior apoio.
  É essa imagem que eu tenho formada na minha cabeça. A imagem de que o amor pode ser chamado de Simetria Perfeita, por quê? Por que, um se completa no outro. É a coisa mais linda que eu já vi no mundo. Juro mesmo.

  Tive a oportunidade de falar com a Yura e ela autografou o CD dela para mim, Love, Lies, Capitalism and War. Eu não tive a oportunidade de ouvi-lo ainda, mas já escutei seu singles na internet, Price Tag e Cold War, na minha opinião, Cold War é uma das mais bonitas. Realizei um dos meus sonhos, falei com o meu ídolo. Quase morri. Fico muito feliz de podermos dividir o mesmo nome, parece até coisa do destino!
  Recebmos os convites para ver o show da banda Glow na Happy Land, que seria nesse sábado ou seja, daqui há 4 dias. 
  Também recebi outros 3 CDs autografados, Enemy da banda mesmo, com os autógrafos de todos os integrantes, a capa ficou pequena para receber 10 autógrafos diferentes. Também recebi o CD Ultimate da Sakura com o autógrafo dela e o CD Blow da Hikari. O que eu mais admiro nessa banda é que mesmo tendo 3 cantoras que seguem uma carreira solo de sucesso, elas não abandonam a banda. Perseverança é uma coisa maravilhosa.
  Cheguei em casa ainda eufórica. Mas consegui me conter. 
  Realmente sonhos podem se realizar. Mas retornando ao assunto classificado como Simetria Perfeita: Ás vezes eu sinto que todos tem alguém para amar, menos eu... Só arranjo amigos, parece que eu não tenho iniciativa para avançar no relacionamento. Confesso que eu já tentei me lançar para cima do Shima, mas só consegui ser amiga dele, mas isso foi acho que há uns 3 meses antes da chegada da Anelisse e da tragédia com a Kyou - que Deus esteja protegendo ela, ela não sabe, mas todo dia eu deixo flores no hospital e paço uma boa parte do tempo ao lado dela - Mas é como minha avó dizia, Não cai uma folha de uma árvore se Deus não quer. E eu sei que algo bem mais grandioso me espera no futuro.

  A neve tinha dado uma trégua nessas últimas semanas, mas parece que retornou a deixar sua marca impecável pelas ruas... Ás vezes eu queria ser um floco de neve. Pequeno, puro e bonito. Mas ás vezes eu não quero. Morreria ao menor contato com o Sol. Fico na janela observando os maravilhosos e únicos flocos de neve caírem e atingirem o chão.

2 comentários:

  1. Adorei o 11 episódio. Na minha opinião, acho que o ponto de vista que eu estou mais gostando até agora é o ponto de vista da Yura. É tão kawaii :3

    E também tem uma semelhança que eu reparei com a avó da Yura e a falecida mãe da Kyou, elas diziam a mesma frase!!!

    Aguardo ansiosamente os próximos capítulos!!!

    Beijokinhaas!

    ResponderExcluir
  2. @Yami Oi!
    Fico feliz em saber que você acompanha a fic Blizzard! Ela é postada toda segunda-feira OK?
    E sim, resolvi usar essa semelhança entre a a avó da Yura e a mãe da Kyou

    ResponderExcluir