Páginas

domingo, 1 de maio de 2011

Blizzard³ - Capítulo 14


Blizzard³
14. A Felicidade está perto

  Aquela emoção tomou conta de mim.
  Parecia uma doente chorando no chão. Coisa patética. Mas eu tenho certeza que tudo ficará bem... Isso é estranho realmente, mas é um pequeno aviso, está tudo melhorando. Eu tenho fé nisso.
  - Você... está bem? - perguntou o médico.
  - Sim... - eu disse, me recompondo - Estou bem...
  - Não é o que você demonstrou. - falou Shima.
  - Tive simplesmente uma decaída... - falei, não sabia onde enfiar a cara.
  - Você foi caindo aos poucos no chão! - falou Anelisse - Isso não foi simplesmente uma pequena recaída e se for uma recaída, seria de quê?
  - Uma recaída emocional.
  Aconteceu um silêncio mortal. Ninguém pronunciou uma simples palavra.
  Tenso.

  - Enfim... - falou o médico tomando a palavra - Fizemos uma análise de padrões de saúde de Kyou, desde o dia em que ela chegou aqui. Os resultados são um pouco fora do normal.
  O médico nos mostrou uma palheta com um gráfico sobre a saúde de Kyou.
  - Quando ela chegou e nos primeiros dias que estava aqui, sua saúde começou á decaír, e foi decaíndo cada vez mais, mas de repente - ele apontou o dedo em um ponto específico - Aparentemente do dia para a noite, Kyou só foi melhorando. Mas foi uma melhora muito estantânea.
  Era realmente, Kyou estava decaíndo muito nos primeiros dias. Mas de acordo com o gráfico, seu estado de saúde começou á melhorar duas vezes mais rápido desde que ela chegou, era impressionante.
  - O que é mais impressionante é saber que ela, só está aqui há 2 mêses.
  - É impossível alguém que está em estado vegetativo melhorar tanto assim - falou Anelisse, olhando para o gráfico com uma cara mais séria - Em tão pouco tempo assim...
  - Foi exatamente isso que eu pensei - falou o médico - Kyou é um caso especial. Aliás, Kyou só está honrando sua fama.
  - Fama? - falamos os três juntos.
  - Kyou já apareceu nos jornais de Tókio há 15 anos. Quando seu pai violentou sua mãe até a morte e foi preso. Kyou tinha apenas um ano de idade.
  - Gente que horror! - falei com a mão na minha boca, estava horrorizada.
  - E tem mais, há 6 anos, Kyou voltou a estrelar os jornais de Tókio. O orfanato disse adeus á ela. Mas ela não havia sido adotada, e sim, se tornou tão dependente, que não precisava mais morar no orfanato.
  - Mas isso não tem cabimento! - falou Anelisse. 
  - Eles conversaram com o tribunal da cidade e tudo foi esclarecido. A escola de vocês a acolheu e a abrigou em um de seus quartos de dormitório. 
  - OK, Kyou já apareceu duas vezes nos jornais. Mas qual é a fama que ela tem? - peguntou Shima.
  - A fama de ser um exemplo de superação.
  - Realmente, Kyou enfrentou todos esses problemas e os superou sozinha.
  Saímos para fora do hospital.
  - Aquilo foi tenso. - falou Shima.
  - Nunca pensei que a Kyou tivesse uma história triste assim - falou Anelisse - Mas, sem querer, mas já querendo, o show na Happy Land é hoje! Vocês vão?
  - Eu vou e você Yura?
  Queria ir por tudo nessa vida. Queria mesmo, mas algo me impulsionou a não ir. Algo estranho.
  - Não vou poder ir.
  - Ah... Mas por quê? - perguntou Anelisse...
  - Kyou.
  - Não se preocupe tanto com ela, você não viu o que o médico falou?
  - Eu sei, mas... Eu não vou mesmo assim.
  - OK, ninguém vai te impedir de não ir... Até amanhã... - disse Anelisse indo de mãos dadas com Shima enquanto eu regressava para o hospital.

2 comentários:

  1. Olá Edu!
    Então teoricamente Mulan, Pocahontas e Kida nao são princesas. Afinal elas não se casam com príncipes ou ganham títulos de nobreza. Pelo menos no caso da Mulan que é guerreira e ficou com um general ou da Pocahontas que é índia. A Tiana certamente não apareceu porque foi mais recente, a primeira princesa negra da Disney. Entretanto se você for analisar, Belle e Cinderela não nasceram como princesas, ao contrário da Branca de Neve, Ariel ou Bela Adormecida...


    http://www.empadinhafrita.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. @Tsu pra você ver que até em desenhos tem classes sociais... :P

    ResponderExcluir