Páginas

sábado, 3 de setembro de 2011

Top 10... Protagonistas de Final Fantasy

10... Protagonistas de Final Fantasy

Provavelmente se você é gamer e/ou otaku já deve ter ouvido falar sobre Final Fantasy. 
Final Fantasy é um jogo de RPG produzido pela Square Soft (Antiga Square Enix) no fim de 1987 como última tentativa de salvar  a empresa da falência, que ainda bem, o plano funcionou. Final Fantasy foi um jogo revolucionário para os RPGs da época, pois em uma batalha mostrava os protagonistas do lado direito, seprados por uma barra dos inimigos que se encontravam do lado esquerdo...
Entenda melhor com essa imagem:
FBS (Front Battle System), onde voce só vê os inimigos, praticamente visão em primeira pessoa
SBS (Side Battle System), apresentado pela primeira vez em Final Fantasy I para o Nintendo 64
E jogos incríveis, geram personagens incríveis com carisma, originalidade e personalidade... Nesse Top 10 você verá os melhores protagonistas da série!

10. Zidane Tribal


  Zidane apareceu em Final Fantasy IX para o PlayStation em 2000. Foi um jogo tanto interessante, pois seus três antecessores se passavam em um ambiente futurístico e Final Fantasy IX trouxe devolta o mundo proposto pelos 5 primeiros jogos da série, um clima meio medieval e fantástico.
  Zidane Tribal é um ladrão que trabalha para Talantus Teather Group, é o típico homem mulherengo, não pode se conter ao ver um rabo de saia, isso é provado pelo fato de ele estar sempre flertando com a Princesa Garnet e outras mulheres do jogo. Zidane pode até passar a imagem de que é uma pessoa confiante, mas por dentro ele é completamente inseguro sobre seu passado, apesar de que ele valoriza muito a amizade, ele prefere guardar seus problemas para si mesmo. A verdad é que Zidane não é humano, ele faz parte de uma raça chamada Genome. Depois desta descoberta, Zidane começa a se tornar um pouco hostil com o grupo, especialmente depois de tentar atacar constantemente o holograma de Garland. Apesar de toda essas confusões, Zidane começa a desenvolver um amor verdadeiro com Garnet. 
  Zidane além de Final Fantasy IX, já apareceu no Itadaki Street Portable, Dissidia Final Fantasy e Dissidia 012 Final Fantasy.

9. Vaan


  Vaan apareceu em Final Fantasy XII em 2006 para PlayStation 2. O jogo foi uma grande quebra de paradígma no quesito de batalhas - se desconsiderarmos o Final Fantasy XI, que poucas pessoas tiveram a oportunidade de jogar, devido à custos, servidores e comunicação - pois todos os jogos antes de Final Fantasy XII, eram o sistema de batalhas lateral, que era cada vez mais aperfeiçoado, em Final Fantasy XII, você pode correr livre pelo campo de batalha.
  Na verdade, Vaan não é o protagonista de Final Fantasy XII, mas como a história é contada pelo seu ponto de vista, nada mais justo do que considerá-lo um protagonista. Vaan perdeu seus pais à uma praga, ele e seu irmão Reks foram morar junto com Penelo e sua família, infelizmente os pais dela morreram durante a Guerra de Archadia e Rozarria. Para proteger Vaan e Penelo, Reks entra na guerra mas acaba morrendo também. Dois anos depois da morte de seu irmão, Vaan e Penelo trabalham para Miguelo, fazendo pequenos bicos e nesse meio tempo, Vaan vai para os esgotos e luta contra ratos. Seu maior sonho é se tornar um Pirata dos Céus, para poder ser livre e procurar tesouros ao redor de Ivalice.
  Vaan também aparece em Itadaki Street Portable, Final Fantasy XII: Revenant Wings, Final Fantasy Tactics A2: Grimoire of The Rift e Dissida 012 Final Fantasy.

8. Squall Leonhart


  Squall apareceu em Final Fantasy VIII em 2008 para PlayStation. Na minha opinião o jogo tentou ser uma espécie de superação à Final Fantasy VII, mas não deu muito certo :/
  Squall é o tipo de pessoa fechada, introvertida e que não gosta de falar muito com as pessoas, geralmente bem sério. Ele utiliza uma Gunblade, equipamento que é uma mistura de espada com arma, mas não dá tiros. Seu maior rival é Seifer, que durante uma batalha, cada um fez uma cicatriz em seu rosto. Apesar dessas brigas, Squall é centrado no que faz e também é muito responsável. Ele, assim como Zidane, aos poucos se apaixona pela mocinha, que no caso é Riona Heartilly.
  Durante o jogo, Squall vai se inibindo e se apaixonando por Riona. Ele fica mais aberto às pessoas e isso pode ser visto durante sua aparição em outros jogos: Dissidia Final Fantasy, Dissia 012 Final Fantasy, Chocobo Racing, Kingdom Hearts, Kingdom Hearts: Chain of Memories, Kingdom Hearts II, Kingdom Hearts Mobile, Dragon Quest e Itadaki Street Special.

7. Cecil Harvey


  Cecil apareceu em Final Fantasy IV em 1991, o primeiro jogo de Final Fantasy a ser lançado no Super Nintendo e também conhecido como Final Fantasy II no ocidente.
  Cecil aparece como um cavaleiro negro forte e talentoso, sendo respeitado e admirado por seus homens quando comandava os Red Wings. Apesar disso, Cecil é modesto e muito tímido para aqueles ao seu redor, por isso tem uma grande dificuldade de mostrar suas verdadeiras emoções. Para seus amigos, Cecil é leal e extremamente piedoso. Cecil se transforma em um Paladino após achar o primeiro dos quatro monstros elementais, o que é praticamente o oposto de ser um Mago Negro. A história de Cecil é mais trabalhada durante continuações e Remakes do jogo.
  Cecil já apareceu em Dissidia Final Fantasy, Dissidia 012 Final Fantasy, Virtual World, Secret of Evermore e Final Fantasy IV: The After Years.

6. Bartz Klauser


  Bartz apareceu em Final Fantasy V em 1992, para o Super Nintendo, foi o 3º jogo da série a apresentar um sistema de Jobs, dessa vez melhorado.
  Bartz começa sua aventura sem muito rumo, apenas viajando pelo mundo, afirmando que esse era o desejo de seu pai e por causa desses princípios recusa primeiramente a oferta de Lena para ajudar à achar o Rei Tycoon. Porém, sua consciência o trai e ele resolve ajudar Lena após salvar ela e Galuf de um ataque de Goblins, quando decide ajudá-los. Ao perceber que o curso da aventura muda de simplesmente querer ajudar o Rei Tycoon para proteger os 4 cristais elementais (Coisa que, na minha opinião estava começando a ficar um pouco repetivia de mais para a série), ele acaba notando que há muita responsabilidade em suas mãos, o que o faz amadurecer através das dificuldades que o grupo encontra.
  Bartz também apareceu no fim do anime Final Fantasy: Legend of the Crystals, seu nome é quase pronunciado por Gilgamesh em Final Fantasy VIII, seu nome também é mencionado após a derrota de Gilgamesh em Final Fantasy IV: The After Years. Sem falar de sua aparição em Dissidia Final Fantasy e Dissidia 012 Final Fantasy.

5. Tidus


  Tidus apareceu em Final Fantasy X em 2001, o primeiro jogo da série para PlayStation 2, é um típico protagonista determinado, porém quase sem ideiais do que está fazendo no começo quando diz que: É a coisa certa a se fazer.
  Tidus é um popular jogador de Blitzball - jogo oficial do mundo de Spira - em Zanarkand, durante um de seus maiores jogos, a cidade é atacada por um monstro chamado Sin, ao entrar em contado com este monstro, Tidus acaba indo parar em ruínas e é descoberto pelos Al Bhed, que usufruem de suas habilidades para fazer um reator funcionar, ele acaba conhecendo Rikku, a única garota da tribo que consegue falar sua língua. Após uma explicação sobre Sin, Tidus descobre que aparentemente, foi trazido para o futuro, mais especificadamente, 1000 anos, quando Zanarkand foi destruída pelo mesmo monstro. Sin acaba atacando o navio da tribo e Tidus acorda novamente em uma praia, Besaid Island, onde ele conhece Wakka, Lulu e Khimari, guardiões da invocadora Yuna. Aos poucos Tidus vai conhecendo um pouco mais sobre o que aconteceu com Zanarkand e sobre o mundo de Spira. Aos poucos Tidus acaba se apaixonando por Yuna, o beijo entre os dois é considerado o mais belo de toda a série. Uma coisa curiosa é que Tidus vem de Tida que significa Sol em Okinawan e Yuna signifinca Lua na mesma língua.
  Tidus já apareceu em Final Fantasy X-2, Dissidia Final Fantasy, Dissidia 012 Final Fantasy, Kingdom Hearts, Kingdom Hearts: Chain of Memories, Kingdom Hearts II - onde apenas seu nome é pronunciado por Selphie, Kingdom Hearts Mobile, Kingdom Hearts Re: Coded, Dragon Quest e Itadaki Street Special.

4. Lightning


  Lightning apareceu em Final Fantasy XIII em 2009 para PlayStation 3, é a mais recente protagonista da série principal, e parece uma versão feminina de Cloud e Squall.
  Lightning é determinada, concentrada e independente. Inicialmente é uma pessoa fria e distante dos outros, até mesmo de seus próprios companheiros. Isso vem pelo fato de aceitar que sua irmã Serah está seguindo seu mesmo caminho. Boa parte de sua motivação é abastecida a partir do que ela percebe, como a falta de proteger adequadamente Serah e querer fazer as coisas direito, que a leva a lançar-se naqueles que ela acredita serem responsáveis ​​por isso e os Purge subsequentes: a saber, o Sanctum, a sua fal 'Cie e, até certo ponto, Snow Villiers, devido à sua relação com Serah e seu próprio fracasso para protegê-la, como prometeu. Solução início relâmpago para as coisas que incomodam ou perturbar-la é distanciar-se deles, tanto emocional como fisicamente. Ao longo do tempo, no entanto, Lightning  começar a mostrar compaixão e ver os erros em sua abordagem.
   Lightinig já apareceu em Final Fantasy XIII -Episode i-, Final Fantasy XIII-2, Dissidia 012 Final Fantasy, Itadaki Street Mobile, Kingdom Hearts Re: Coded - um avatar no jogo e  The 3rd Birthday - roupa para a personagem Aya Brea.

3. Yuna


  Yuna apareceu em Final Fantasy X em 2001, mas só se tornou a protagonista principal em Final Fantasy X-2 em 2003 para PlayStation 2. O jogo foi uma grande quebra de paradigma, pois desde aquele momento, nunca havia sido feita uma continuação para os jogos da série, após Final Fantasy X-2.
  Dois anos após os acontecimentos de Final Fantasy X, Yuna vira uma Sphere Hunter após ver uma Sphere onde mostrava Tidus. Determinada a achar seu amor, Yuna viaja por Spira inteira á procura de Spheres que possam lhe dizer onde está o seu amado. Uma coisa que pode ser claramente percebida é a mudança de atitude de Yuna, que passou de Santinha para Pop. Outro mistério ronda Yuna, o romande de Shuyin e Lenne que tem uma incrível conexão com Yuna e Tidus.
  Yuna já apareceu em Dissidia 012 Final Fantasy, Kingdom Hearts II, Kingdom Hearts Mobile, Dragon Quest, Itadaki Street Special.

2. Terra Brandford


  Terra apareceu em Final Fantasy VI em 1994 lançado para o Super Nintendo, mais conhecido como Final Fantasy III no ocidente. Terra ganhou o título de primeira protagonista feminina de toda a série, sem falar que ela não faz o estilo mocinha indefesa.
  Como uma pessoa, Terra é uma jovem mulher confusa. Ela muitas vezes pergunta sobre suas emoções, ou a falta delas. Ela é facilmente confundida e assustada no início do jogo. No entanto, como Terra aprende mais sobre si mesma, ela se torna mais assertiva e determinada. Depois que ela descobre que seu verdadeiro passado, ela é insegura sobre seu património único e perguntas se ela pode sentir o amor. No final, no entanto, a Terra é corajoso e disposto a lutar por aquilo que ela sabe que está certo, especialmente na segunda parte do jogo onde ela reencontra o partido para ajudar a tornar o mundo um lugar melhor para os outros. Um fato curioso é que Terra é meio humana, meio esper - espécie de invocação.
  Terra já apereceu em Dissidia Final Fantasy e Dissidia 012 Final Fantasy em uma versão mais feminina, porém original, já que nos Concept Arts dela, Terra nunca teve o cabelo verde e sim loiro. Ela também já apareceu em Secret of Evermore.

1. Cloud Strife


  Para fechar o Top 10... Cloud apareceu em Final Fantasy VII em 1997 para PlayStation, foi o primeiro jogo da série para esta plataforma, e como muitas das pessoas que votaram nele e o boa parte dos jogadores da saga dizem: Ele é o melhor protagonista de todos.
 Devido ao efeito combinado de Mako e da influência das células de Jenova em seu corpo, Cloud inconscientemente detém um personagem falso criado pelas células Jenova misturando suas memórias da personalidade de Zack com a atitude um pouco arrogante e egoísta, ele acredita que é um SOLDADO Classe 1. No entanto, durante os eventos do jogo ele finalmente recupera sua personalidade original, e mostra uma verdadeira preocupação pelo destino do planeta, um nítido contraste com sua personalidade no início do jogo, onde ele alegou que não se preocupam com o planeta e só concordou em ajudar AVALANCHE pelo preço certo. Uma das coisas que entristeceu boa parte dos jogadores é que quando a saga avança, Cloud se demonstra mais frio e sério, o que é um pouco diferente do que é mostrado no jogo original.
  Cloud já apareceu em Before Crisis -Final Fantasy VII-, Final Fantasy VII: Advent Children, Dirge of Cerberus -Final Fantasy VII-, Crisis Core -Final Fantasy VII-, Final Fantasy VII: Avent Children Complete, Final Fantasy Tactics, Chocobo Racing, Dissidia Final Fantasy, Dissidia 012 Final Fantasy, Ehrgeiz: God Bless The Ring, Kingdom Hearts, Kingdom Hearts: Chain of Memories, Kingdom Hearts II, Kingdom Hearts Re: Coded, Kingdom Hearts Mobile, Itadaki Street Mobile, Itadaki Street Special.

É isso aí pessoal!
O próximo Top 10 será...
Melhor filme de Terror!
Em Homenagem ao Halloween!
Você poderá votar em mais de uma opção e a votação termina dia 1º de Outubro às 12:00 horas (horário de Brasília)

4 comentários:

  1. Duda, não sou muito chegado em jogos, mas esse ai é bem interessante. Em relação aos filmes, pode baixar na net, são muito bons e baseados em fatos reais, clássicos.

    Abração pra ti.

    ResponderExcluir
  2. Oi Paulo!
    Que legal que você achou interessante os jogos. Pode deixar eu vou procurar os filmes ;D
    abraços

    ResponderExcluir
  3. cara vc e bem fanboy ne? tem muitos personagens melhores que o cloud, ele nao merecia estar em primeiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi mal a demora -imensa- para responder, não sou eu que escolho as posições para o Top 10... Os leitores votam, se eles votaram no Cloud como o melhor, o que eu posso fazer?
      Sou muito mais os protagonistas secundários como o Red XIII ou a Rikku.

      Excluir