Páginas

sexta-feira, 21 de junho de 2013

#VemPraRua

Bom, gente, nem preciso dar toda aquela base de introdução a respeito desse assunto, não acham?
Mas, vim falar para vocês no que deu no #VemPraRuaCampinas
O que deu certo e o que não deu...
Então vamos lá...

  A polícia já estava se reunindo, provavelmente perto da prefeitura, mas acho que isso deu uma pequena defasada em outros locais da cidade. Por exemplo, eu fui para a rodoviária encontrar com uma amiga para ir ao local marcado do protesto. Porém, não havia nenhum policial por perto e toda vez que eu passo pela rodoviária, sempre tem pelo menos um carro de polícia.
  Beleza, encontrei minha amiga na rodoviária como foi combinado e de lá partimos para a praça Largo do Rosário. Confiram de acordo com o mapa (cliquem para ver melhor)

  
  Ao chegar na 13 de Maio, a cena era totalmente curiosa, todas as lojas fechadas, muitas pessoas indo no sentido da Francisco Glicério e pouquíssimas indo no sentido contrário, a foto que eu tenho é velha, de 2010, mas um dos vídeos que eu fiz, mostram um pouco da situação de como estava vazia.




 Não quis colocar o vídeo no Youtube, por que não é um vídeo digamos, que o pessoal gostaria muito de ver, além do mais, tem vídeo muito melhor e mais interessante que esses que eu fiz :P
Já tínhamos uma galera atrás da gente, mas tinha um povo sentado á esquerda que ficava tipo, zoando muito falando que a gente ia tomar borrachada de graça e outras coisas ¬¬'

 
 Continuando com nosso trajeto... Caminhamos descendo a 13 de Maio e quando chegamos na Avenida Francisco Glicério, a grande surpresa: TOTALMENTE lotada! Nem sei como conseguimos chegar ao local, na Praça Largo do Rosário. 
  Lá tinha de tudo. Nunca tinha visto tanto campineiro junto em um só lugar! Nem mesmo em véspera de Dia das Mães ou Natal no Centro! Dei uma filmadinha básica na aglomeração...


  Nos juntamos com um grupo um pouco maior de pessoas da PUC e logo que deu 18:00 já partimos para protestar. A passeata foi linda, saca só essa imagem abaixo:


  Isso foi muito lindo gente! Ver a minha cidade tão depredada pelo tempo se sentido viva novamente... Para quem não sabe do que estou falando, Campinas já foi uma cidade muito bonita e cheia de histórias e cultura para contar e hoje em dia a cidade ficou muito pobre nesse quesito. A Virada Cultural foi bem pobrezinha, aí o pessoal vem e fala: Mas teve show do Emicida! Teve sim, mas podia ser muito mais rica! Mas não é esse o foco do post...
  Eu também fiz um mini-vídeo, o último, onde eu estava mais ou menos nesse meio aí:


  E de quebra ainda tem esse vídeo aqui, mais profissonal, sobre os vários manifestantes:


  Porém no meio termo, já se iniciou o vuco vuco geral, não vou ficar me focando muito nisso, mas tem três casos que eu queria mencionar. A depredação na prefeitura foi imensa... Não perdoaram nada, as vidraças foram atingidas em cheio e até mesmo um PM foi ferido gravemente, tinha pedra até dentro de alguns escritórios lá dentro! Foi feia a situação, de acordo com a RaC o prejuízo foi de cerca de R$500.000,00, sem falar também de toda área local: muita explosão, várias lojas e bancos foram saqueados, até mesmo a calçada, gente! Eles tiveram a audácia de quebrar a calçada apenas para pegar as pedras e jogar na prefeitura.
  O outro momento que me deixou puto da vida, foi um trio de pagodeiros folgados e sem vergonha! 


  Começaram a jogar vários flyers de um show que vai ter hoje á noite do Thiaguinho, mas não contentes com isso, ainda jogavam CDs nos manifestantes, de acordo com um pessoal no facebook até um senhor foi atingido. Imaginem como a cidade ficou cheia de flyers no chão! Parecia até época de eleição! Gente idiota... É por causa deles que os manifestantes ficam com a imagem manchada =/
  
   O pessoal do evento deixou bem claro que não era para levar bandeira de partido nenhum, mas você que alguém tá prestando atenção? Claro que o PSTU tinha que se enfiar no meio da passeata exibindo orgulhosos suas bandeiras. Gritamos muito para que eles abaixassem, mas teve um que resistiu e resistiu mesmo, teve uns caras que foram arrancar à força, não sei se chegou a ter mesmo tumulto, mas depois de tanta gritaria a ultima bandeira finalmente abaixou.
  
  Agora, está rolando a 2ª manifestação, e pelo que vi, o pessoal já foi direto para a prefeitura, até agora creio que está sendo pacífica. Mas também, vão depredar o quê? Se o intuito for cumprido, que é apenas protestar, não pode acontecer nada de ruim. Pelo menos não ouvi nenhum estouro, e acreditem, dá para escutar em HD os estouros aqui em casa.
  Já tem data marcada para o 3º manifesto, mesma hora e local. Mas acho que também não irei. Foi muito arriscado correr para lá e para cá de bombas e gás, sem falar que não fiquei sabendo de nada que pudesse apoiar o povo, tipo quando estava acompanhando os protestos via twitcam de São Paulo, eu vi que haviam postos médicos em várias ruas estratégicas, advogados on-line que atendiam gratuitamente... Mas aqui em Campinas... NADA.
  Só espero que essas manifestações cheguem a algum lugar... Mas pelo que vi, aqui em Campinas, ainda querem abaixar mais ainda a passagem (sdds R$2,50). Enfim, acompanharei de perto mais capítulos dessa novela, A Revolta do Vinagre/R$0,20/Tudo.

ミduardo

segunda-feira, 17 de junho de 2013

Don't Worry

Olá, pessoal!
Tudo bem com vocês?
Gente, parece que agora, tudo voltou ao normal...
Mas este fim de semana o blogger começou a dar problemas :P
Eu li todos os posts atrasados que todo mundo fez, mas toda vez que eu comentava algo, dava erro :(

Pessoal! Finalmente terminei o SENAI!
Com muita batalha, muita noite mal dormida (e outras nem dormidas) e muito estresse, venci esse monstro de 7 cabeças chamado TCC.

Não comentei muito sobre ele, mas para encerrar o curso técnico do SENAI - e de qualquer escola técnica ou faculdade - é realizado o TCC, Trabalho/Texto de Conclusão de Curso.
E o do curso técnico de Alimentos o TCC é: Criar um novo produto, ou melhorar o processo de um produto já existente.
O meu, foi uma mistura de cada coisa...

Já ouviram falar de um doce chamado macaron?

Ainda, pouco popular no Brasil, o macaron é um doce que está ganhando cada vez mais espaço em confeitarias do país. 
Até mesmo a criadora dos doces em Paris, a Laudurée abriu recentemente uma filial em São Paulo. 

E qual era o desafio do TCC?
Simples: Criar um macaron feito de melancia, congelado pronto para consumo

No começo apanhamos muito para conseguir fabricar o macaron em si, foram quase 6 ou 7 semanas para conseguir chegar nas características perfeitinhas do doce em escala industrial.
Mas conseguimos!
E qual foi o resultado?
Substituímos toda a água do processo por suco de melancia.
E o recheio é feito com a casca de melancia e um pó de suco (por que não encontramos nenhum saborizante ou aromatizante de melancia)

Olhem só como ele ficou :3

Foi uma grande batalha, mas conseguimos.
A maior surpresa foi quando chegou o dia para apresentar o TCC.
Imaginem que todo mundo do curso técnico estava lá? Todo mundo para assistir esta apresentação? eu quase caí para trás, mas foi tudo bem...

E lá estava o meu grupo, tremendo nas bases na hora de apresentar, e adivinha só quem fez a introdução? 


Gente, eu estava muito nervoso! Tanto que na hora de ler os agradecimentos eu acabei chamando uma das professoras de compacta ao invés de capacitada!
Só eu mesmo para fazer uma coisa dessas

A surpresa maior foi quando descobrimos que a apresentação tinha sido um sucesso! Fomos muito elogiados, recebemos muitos parabéns, eu até estranhei, por que nem em TCC de faculdade o pessoal faz isso! 

Da esquerda para direita: Eu, a nossa orientadora Alessandra, a professora de gestão da empresa Mirelle, minha parceira de grupo Marina, nossa professora de panificação Élida, a minha outra parceira de grupo Dani e a professora de leites e confeitos Juliana.

A surpresa só acabou quando cheguei em casa e descobri que tinha tirado 100 no projeto! Tanto na parte escrita como na apresentação! 
A primeira coisa que passou na minha cabeça foi isso:


É pessoal... Missão Cumprida!
ミduardo

quinta-feira, 13 de junho de 2013

BH - A Casa Maldita, Capítulo 6

Pessoal, eu sei que fiquei um tempinho fora, mas agora está tudo bem :)
Vamos a mais um capítulo da fanfic?

< Capítulo 5 | Capítulo 7 >


6. Vestido
            Fiquei horrorizado com o que eu vi. O que será que pode ter acontecido com esta garota? Voltei a olhar para a foto que eu havia pegado na gaveta, virei o verso da folha e vi algo escrito. Allin. Acho que era o nome dela.
            Resolvi olhar para fora da janela e tive minha decepção. Estava um breu imenso. Não enxergava nada além de pura escuridão. Olhei para meu relógio e estranhei porque eram 16:00. Não era para estar tão escuro assim... E mesmo se tivesse um eclipse total esta hora, o que obviamente não era, eu estaria enxergando alguma coisa, mas nem a luz de dentro do corredor conseguia iluminar alguma coisa.
            Recuei alguns passos. Tentei manter a calma. Mas estava difícil conciliar meus pensamentos quando se está preocupado. Resolvi pegar meu celular e mandar uma mensagem para os dois.

Por onde eu entrei ñ tem nada... Achei pistas interessantes, mas nenhum triangulo :/

            Não demorou muito para receber uma resposta de Jenny.

Pistas interessantes??? Hmmm... Tem como vc continuar procurando pelo local?

            Parei um instante e dei uma boa observada pelo local, voltei a digitar a resposta.

A sala acaba no mesmo corredor. Mas irei fazer uma investigacao + a fundo aki.

            Jenny respondeu rapidamente. Meninas e seus celulares...

¬¬’ e como vc me diz q ñ tem nada? Ta esperando o q pra comecar a investigar??? VAMOS VAMOS VAMOS!

            O que eu posso dizer? É a Jenny sendo a Jenny. Quando pensei que não receberia mais mensagens, eis que surge Chowder.

Cara... Essa mansao eh o terror! Ñ achou nada? + sorte da proxima vez...

            Eu acho que não precisava muito dessa ultima mensagem, mas tudo bem... Pelo menos sei que ele está bem.
            Me voltei para a mesa onde estava a escrita com sangue comecei a revista-la, aparentemente nada de estranho, apenas teias de aranha. Decidi tatear o chão, para ver algo suspeito, mas não havia nada fora do normal.
            Quando me levantei, fiquei encarando o vestido balançar, eu não sei... Queria tocá-lo, mas eu tenho receio... Não sei qual foi a história por trás desse vestido. Porém, algo de muito importante poderia estar ali.
            Chacoalhei o vestido. Ele se soltou e caiu no chão. Não havia nada dentro dele. Mas isso tudo é tão suspeito... O que será que aconteceu por aqui? Porém eu reparei que algo ainda balançava na luz formando uma sombra estranha. Olhei para cima e adivinha o que eu encontrei? Um triângulo feito de acrílico vermelho pendurado na lâmpada. Rapidamente o peguei. No fim das contas, tudo estava em torno daquele vestido mesmo... Porém, ainda estou curioso... O que será que aconteceu com a garota dos quadros e da foto, Allin?
            Preciso pesquisar sobre ela, se não acho que não irei me aquietar... Receio que a sede de conhecimento de Jenny, tenha passado para mim. Por falar nisso, preciso mandar uma mensagem para ela e para o Chowder também.

Pessoal, achei um triangulo! Espero vcs no hall de entrada.

            Já faz duas horas que não recebo uma resposta.