Páginas

sábado, 17 de maio de 2014

4 anos e (mais) um recomeço


  Que sensação estranha voltar a postar aqui... Quem acompanha o blog faz tempo sabe como a minha vida vira e mexe, anda corrida e eu sempre tenho que sacrificar algo que eu gosto em nome de um possível bem maior. Muitas vezes esse algo era sempre o blog que sempre fica de escanteio nos meus planos. Muitas vezes eu acabo esquecendo que é muito bom e gratificante ter um, como é bom ter seu espacinho na internet e tudo que eu consegui conquistar depois desse espacinho. Mas depois de inúmeros hiatos e promessas que não se cumprem, sinto que estou me sacrificando mais do que devia, talvez...
  Tudo bem, meu dia anda cada vez mais corrido, tanto que quem estava acostumado a me ver on-line quase não me vê mais, porque o que antes era no mínimo 4 horas, hoje se estende a apenas 2 no máximo. Não quero que esse post seja mais um de desculpas esfarrapadas sobre meu sumiço e promessas vazias. Afinal, hoje é o aniversário do blog. Quatro anos na estrada já, quem imaginaria que algo assim iria durar tanto? Eu não.
  Minha vida virou de pernas pro ar nesses 4 anos. Comecei a escrevendo uma fic meia-boca, que até hoje eu morro de vergonha, mas eu a deixo para servir de exemplo e até mesmo motivação: Eduardo, você escreve mal, mas você já escreveu bem pior. Muitas experiências compartilhadas, muitos gostos compartilhados e muito conhecimento trocado e antes que eu me esqueça, muitas amizades também, amizades que levarei para a vida toda, certeza.
  Enquanto eu assopro a 4ª vela do bolo de aniversário, faço um pedido, que eu possa acompanhar mais este blog, que eu tenha boa vontade de manter ele mesmo com todas as condições adversas que a vida coloca à minha frente.
  O tema do layout que eu escolhi para esse ano é bem simples (aproveitei para experimentar o novo modelo do Blogger e, ó, tá aprovadíssimo!), o tema é minimalismo. É uma vertente minha que eu tenho tentado experimentar em algumas coisas da minha vida. Minimalismo não é se contentar com pouco, mas sim aproveitar o máximo do pouco que se tem. Não sei porque tento explicar algo que nem me dei ao trabalho de pesquisar, sabe quando de repente dá aquela ideia na teia? Então, essa onda minimalista é mais ou menos assim. Vamos focar mais no conteúdo do presente do que no seu embrulho, que tal?
  A parte boa de ficar tanto tempo fora é que a gente vai colhendo muita experiência e vivência. Então tenho muito material para colocar aqui. Parece que à medida que o blog vai avançando a gente pretende parecer cada vez mais e mais profissional, eu lembro que eu fazia posts mínimos e com poucas palavras só para contar momentos engraçados que eu vivia com meus amigos no tempo de escola. Quero unir o útil ao agradável, a "qualidade" com a simplicidade. Mas sempre que me der na teia de escrever ou criticar, ou whatever, eu farei sim.
  Bom, por enquanto acho que por hoje é só... Feliz aniversário, Platina JP! 

ミduardo.

PS: Caramba, gente! Parece que subitamente surgiu aquela vontade de escrever milhares e milhares de coisas, preciso reviver esse lugar mais vezes, ou melhor, nunca deixá-lo morrer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário